Dia Nacional da Saúde – data importante, mas sem muito o que comemorar

De acordo com a SES, mais de 200 profissionais de saúde morreram em decorrência da Covid-19 em Minas Gerais

Nesta quarta-feira, 5 de agosto, é comemorado o Dia Nacional da Saúde. Entretanto, apesar da importância da data, não temos muito o que comemorar. O País vive um dos momentos mais tristes dos últimos tempos com a pandemia da Covid-19, que já causou a morte de quase 100 mil pessoas em todo o país, entre elas, muitos profissionais de saúde. 

Segundo o Boletim de Dados Suplementares, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) na manhã desta quarta-feira, 4.853 profissionais da saúde já foram infectados pela Covid-19 e 215 morreram em decorrência da doença em Minas Gerais, 108 apenas no mês de julho. Esses dados mostram a pouca preocupação do Estado com seus servidores e reforçam a necessidade da luta em defesa desta categoria tão importante, mas, ao mesmo tempo, tão desvalorizada. 

O deputado estadual Dr. Jean Freire, que também é médico e está atuando na linha de frente do combate à Covid-19, apresentou diversas medidas de apoio aos profissionais da saúde, como os Projetos de Lei 1.808/2020 e  1.863/2020, que tratam sobre a segurança dos profissionais de saúde que atuam no combate ao coronavírus. Ambas as propostas foram incluídas no Projeto de Lei 1777/2020, que dispõe sobre a adoção de medidas para o enfrentamento do estado de calamidade pública decorrente da pandemia de Covid-19, aprovado em abril. 

Uma outra medida, apresentada pelo deputado e que tem como foco os profissionais da saúde, é o Projeto de Lei Complementar 40/2020, que prevê a concessão de pensão especial complementar a dependentes de servidores da saúde estaduais efetivos que tenham falecido no exercício de atividade essencial e presencial relacionada ao enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia de covid-19. 

Dr. Jean também apresentou, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o requerimento  5.156/2020, que prevê o pagamento do abono a todos e todas profissionais da saúde durante o período da pandemia do coronavírus. 

Neste Dia Nacional da Saúde, queremos reafirmar o nosso compromisso com os profissionais da saúde de Minas Gerais, que têm se dedicado à luta contra o coronavírus, arriscando suas próprias vidas para salvar a vida de tantas outras pessoas. “Precisamos conferir reconhecimento aos profissionais que estão à frente das ações de atenção direta à população, durante o estado de calamidade pública, e cobrar do Estado medidas que garantam a segurança destes trabalhadores e de suas famílias”, disse o deputado. 

Origem da data – O Dia Nacional da Saúde foi criado com o intuito de homenagear o médico e cientista Oswaldo Cruz, que teve grande contribuição com a saúde pública, sobretudo no combate às doenças transmissíveis. Oswaldo Cruz foi o fundador do Instituto Soroterápico Federal Cruz, atual Fundação Oswaldo Cruz, em 1910. A produção de soros e vacinas adotada pelo Instituto à época, foi fundamental para a erradicação de diversas doenças, como varíola, no Rio de Janeiro, e à diminuição de surtos, como de malária e febre amarela.

Além disso, Oswaldo Cruz também preocupava-se em conhecer as condições de saúde da população brasileira a fim de fornecer soluções para todos os problemas, e também em auxiliar na formação de novos e bons cientistas para o futuro. Oswaldo Cruz faleceu em 1917, aos 44 anos de idade, mas deixou um grande legado de luta e dedicação para a saúde brasileira. 

Assessoria de Comunicação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s