Dr. Jean reúne-se com representantes do DNIT para tratar sobre BR 116 e BR 367

Sinalização no trecho de acesso à comunidade São João e ponte de Itaobim foram os principais assuntos.

A segurança no trecho de acesso à comunidade São João, na BR 116, em Itaobim, voltou a ser assunto da agenda do deputado estadual Dr. Jean Freire na manhã desta terça-feira, 1º de dezembro. Em reunião com representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o deputado tratou sobre os inúmeros acidentes que têm ocorrido no trecho e sobre as demandas da comunidade, representada pelos moradores Vitória Gonçalves Rodrigues e Deijinaldo Ferraz de Souza. Também participaram da discussão a superintendente substituta do DNIT, Caroline Buratto, e o Técnico de Suporte em Infraestrutura de Transportes do DNIT, Gleyson Magela. 

No último dia 23 de novembro, um acidente próximo à entrada de acesso à comunidade, que vitimou fatalmente um jovem da região, foi o estopim para que os moradores organizassem, no dia seguinte ao caso, um protesto a fim de reivindicar melhorias no trecho. A principal demanda tem sido a instalação de sinalizadores e redutores de velocidade a fim de diminuir os riscos de acidentes. 

Dr. Jean Freire, que solicitou a reunião, iniciou sua fala ressaltando a importância da comunidade e solidarizando-se com as famílias. “Muitas pessoas têm perdido seus entes devido à falta de estrutura. Só uma família chegou a perder quatro pessoas. Quando a população chega ao ponto de manifestar-se da forma como os moradores do São João fizeram, é porque a dor já está insuportável”, disse. O deputado ainda falou sobre a possibilidade de construção de um trevo neste trecho da BR. 

Sobre a instalação dos sinalizadores e redutores, Caroline afirmou que o prazo para consolidação do pedido de instalação é de até dois meses e comprometeu-se a manter o mandato informado sobre o processo a fim de garantir mais transparência e também a participação e acompanhamento por parte da comunidade. 

Como encaminhamento, Dr. Jean sugeriu que, ao final dos dois meses estabelecidos como prazo, o grupo voltasse a reunir-se para verificar o andamento das solicitações, proposta que foi acatada por todos os participantes. 

Ponte de Itaobim – Outro assunto abordado pelo deputado com a superintendente foi a situação da ponte sobre o rio Jequitinhonha, em Itaobim. O deputado relatou um acidente ocorrido no último dia 21 de novembro em que um caminhão rompeu o guarda-corpo e caiu no rio ao desviar de um buraco e cobrou um laudo técnico sobre a real situação da ponte, além de estudos sobre a possibilidade de construção de uma passarela e até mesmo da duplicação da ponte. 

Em relação a este assunto, Caroline informou que o guarda-corpo, que estava escorado com toras de madeira desde o dia do acidente, foi refeito e instalado ontem. Ela ainda explicou que a demora se deve ao fato de que, como se trata de uma peça de concreto, era necessário um período de cura, que ficou comprometido pelo período de chuvas. 

Caroline afirmou, ainda, que a referida ponte não está em condições de alerta e que ela apresenta um problema funcional e não estrutural. “Nós precisamos alargar a estrutura da ponte para construir uma passarela, tendo em vista que as pessoas a atravessam a pé”, disse. Além disso, segundo a superintendente, este projeto já está em fase de impressão definitiva e o orçamento da obra foi colocado como prioridade máxima no Ministério de Infraestrutura. Caroline ainda afirmou que o projeto prevê a construção de passarela em ambos os lados da estrutura. 

BR 367 – Dr. Jean aproveitou a ocasião para falar sobre outro assunto extremamente importante para o povo do Vale do Jequitinhonha: a BR 367. Além de cobrar apoio institucional do DNIT em relação às ações de manutenção em determinados trechos na região do Alto Jequitinhonha, que são de responsabilidade do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER-MG), o deputado ainda solicitou informações sobre as questões relacionadas à região do Baixo Jequitinhonha, em que a população sofre com os trechos de terra e pontes de madeira em péssimas condições. 

Assessoria de Comunicação 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s