Dr. Jean debate medidas de prevenção ao coronavírus

Na manhã desta quarta-feira, 11 de março de 2020, a pedido do deputado estadual Dr. Jean Freire, a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Minas realizou uma audiência pública, que debateu as medidas que vêm sendo adotadas pelo Estado para impedir a proliferação do novo agente do coronavírus. Denominado covid-19, o vírus se tornou uma epidemia em diversos países do mundo.

Segundo o Ministério da Saúde, até a última terça (10), já haviam sido confirmados 34 casos de coronavírus em todo o país, sendo seis por transmissão local (São Paulo e Bahia). Atualmente, são monitorados 893 casos suspeitos e 780 foram descartados. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou, no último domingo (8), o primeiro caso mineiro, no município de Divinópolis (Centro-Oeste) – uma mulher de 47 anos, que esteve na Itália.

O deputado Dr. Jean Freire, requerente da audiência, reafirmou a importância do Sistema Único de Saúde (SUS) nesse momento e alertou sobre as fake news que estão criando um alarde desnecessário, mas defendeu que as autoridades “também não podem menosprezar o vírus e que é preciso se antecipar”.

O governo anunciou a compra de kits para a realização de exames diagnósticos e de equipamentos de proteção individual (EPIs) para as equipes que vão realizar o atendimento a pacientes contaminados ou com suspeita de infecção.

No entanto, as medidas informadas pela assessora da subsecretaria de Vigilância em Saúde do órgão, Rebeca Reis, foram apontadas como insuficientes pelos servidores da Fundação Hospitalar do Estado (Fhemig), que acompanharam o debate. Em greve há 60 dias, a categoria cobrou do Executivo a capacitação das equipes e melhorias na infraestrutura dos hospitais que vão compor a rede de atendimento aos casos da doença.

O presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais, Eduardo Silva, também apontou os problemas enfrentados pelos hospitais, que estão falidos e endividados, e questionou se o Estado terá capacidade de fazer testagem de todos os pacientes que chegaram via atenção primária. Ele ponderou, ainda, que os protocolos de saúde que vêm sendo adotados não foram discutidos com os conselhos municipais.

As denúncias envolvendo o Hospital Eduardo de Menezes motivaram os deputados da Comissão de Saúde a aprovar um requerimento com o objetivo de visitar a unidade, para verificar a situação. Outros seis requerimentos relativos ao assunto também foram aprovados na audiência, entre eles um que solicita ao secretário de Estado de Saúde informações sobre os valores destinados às ações de enfrentamento ao surto de coronavírus e outro com pedido de providências para capacitar os profissionais de saúde que vão atuar no enfrentamento da doença.


Assessoria de Comunicação
Foto: Luiz Santana

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s